quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Scott Goodstein, um dos estrategistas da campanha eleitoral de Barack Obama no Campus Party


Dia de palestras interessantes no Campus Party, nesta quarta-feira, entre elas, Scott Goodstein, um dos estrategistas da campanha eleitoral de Barack Obama.

Ele pincelou rapidamente como foi a estratégia da campanha em redes sociais, salientou que o celular foi muito utilizado, principalmente no envio de SMS, pois atingia toda a massa. Falou sobre pedir sugestões aos eleitores, jogar o problema e deixa-los resolver, como foi o caso de aplicativos para Iphone. Resumindo, disse que não existe uma receita pronta. Tudo foi sendo testado, e com erros e acertos, chegaram à vitória.

Aconteceu também a palestra sobre "Mídias Sociais nas corporações". Debate com Eric Messa, Beto A. loureiro, Danillo Ferreira, Jair Tavares, Wagner Fontoura e Antonio Mafra. A discussão girou em torno das melhores práticas para trabalhar com mídias sociais dentro das organizações, sem ser intrusivo.

Perguntei sobre Twitter. O que eles achavam de uma agência postar no Twitter como se fosse o cliente, isso seria positivo ou negativo, na visão deles. A resposta foi que falando em nome do cliente, não há problema, desde que a resposta seja pronta. Agora criar fake para este fim, não se sustenta. O segredo é estar próximo do consumidor, e geralmente uma agência não consegue esta proximidade que o próprio cliente teria. É preciso ter cuidado pra não deixar a comunicação nas redes sociais mais uma "propaganda" do que a interação que este tipo de mídia necessita.

Mais no final do dia, assisti a palestra sobre o Jornalismo na rede. Falaram sobre projetos interessantes, sobre a não obrigatoriedade do diploma, e deram algumas dicas sobre o assunto. Como o barulho estava muito intenso, pois tem mais dois painéis do lado, e um deles de música, ficou difícil acompanhar esta palestra, mesmo estando na fila da frente. Enfim, o que ficou é que se você tem boas idéias, coloque-as em prática. O resultado virá. Nada de inovador, mas de vez em quando é bom ouvir mais do mesmo, para acordarmos.

Tive também, ontem a noite, que identificar minha barraca, pois não a encontrava de jeito nenhum, no meio de tantas iguais.

Ah, e olha aí o Mato Grosso do Sul, marcando presença no Campus Party. Encontrei algumas pessoas do MS: O keneth Corrêa, o Kuka Moraes, o Wellington Vidaurre e o Estêvão Rizzo.

2 comentários:

Victor Vicentini disse...

Que legal Valreiss, uma pena que não pude ir, mas espero poder ter uma oportunidade no ano que vem! Ao menos na área expo!
Mas este problema de barulho dos vizinhos não poderia ter acontecido ai, hein? Que pena...
Legal ter encontrado gente da sua terra!!
Aproveite bem ai! Ao menos no seu blog posso matar um pouco a vontade de estar ai também! :)
Boa sorte!

Val Reis disse...

Victor, não perca ano que vem, vale muito a pena!